AQUI E AGORA TEM

quarta-feira, 30 de março de 2011

A M I G O S

"Se você viver cem anos, eu quero viver cem anos menos um dia, assim nunca terei de viver sem você“

"A amizade é um espírito em dois corpos"

"A verdadeira amizade é como a saúde perfeita, seu valor raramente é reconhecido até que seja perdida"

"O verdadeiro amigo é aquele que aparece quando o resto do mundo desaparece".

"Se você morrer antes de mim, pergunte se pode levar um amigo"

"Se todos meus amigos tivessem que pular de uma ponte, eu não pularia com eles; eu estaria no fundo para pegá-los"

"Todos ouvem o que você diz. Os amigos escutam o que você fala. Os melhores amigos prestam atenção ao que você não diz"

"Meu pai costuma dizer sempre: quando você morrer, se tiver (feito) cinco amigos verdadeiros, então você teve uma vida notável"

"Um amigo é alguém que sabe a canção de seu coração e pode cantá-la quando você tiver esquecido a letra"

"Transmita isto para todos os seus AMIGOS, mesmo que seja enviado para alguém que já a tenha enviado para você.

Encaminhado pela amiga Avany da GEDH

ACIDENTE ENVOLVENDO MOTOS

MUITO IMPORTANTE PARA QUEM ANDA NO MEIO DESTAS MOTOS ... OU MELHOR, PARA QUEM AS VÊ ANDANDO NO MEIO DE NÓS... Como advogados, sempre nos indagam de coisas parecidas, sugerimos o seguinte: Registrar, fotografar (agora com celular é fácil até fazer um filminho), pegar nome de testemunhas. ... Aviso das seguradoras: Leiam o relato abaixo, de um sinistro com um de nossos segurados: No mês de abril, o carro do meu filho foi abalroado na TRASEIRA, num farol fechado, por uma motoqueira com outra na garupa. A moto caiu e a garupa ficou com a perna embaixo da moto. Meu filho filmou a placa da moto e obteve telefone com a garupa. Telefone inexistente. Um funcionário da CET, que estava próximo, acionou o resgate e a motoqueira mandou cancelar. Como ela não quis ser socorrida, o marronzinho pediu para que saíssem do local, sem antes orientar meu filho de que seria interessante registrar um BO. Foi o que fizemos na mesma tarde. Um mês depois, recebi telefonema "em casa" da dita cuja, querendo fazer um acordo, dizendo que o conserto da moto estava por volta de R$ 800,00 e que a garupa machucou muito a perna, estando 20 dias sem poder trabalhar. Por ela não ter aceito o atendimento do resgate, disse que não teria acordo nenhum. Mais um mês se passou (Junho) e recebi uma intimação policial, na minha casa, para me apresentar no distrito de Perdizes para prestar depoimento, por "OMISSÃO DE SOCORRO" Chegando lá, soubemos que havia sido registrado um BO e elas tinham passado, 4 dias depois, no IML para fazer exame de corpo de delito. Fizemos os depoimentos, meu filho como condutor, eu como proprietário do veículo, o carro passou por perícia policial e o caso está com minha advogada para provar que não houve omissão de socorro. Felizmente o nosso BO foi feito antes do delas e tínhamos o nome do policial que atendeu a ocorrência, bem como sabíamos a hora exata que o chamado do resgate foi cancelado Mesmo assim, a dor de cabeça e trabalheira estão sendo grandes. Agora, leiam atentamente o texto abaixo:

Aviso das seguradoras Todas as vezes que os senhores se envolverem em acidente de trânsito, cujo terceiro seja um motoqueiro, façam o BO (boletim de ocorrência), independentemente de serem culpados ou não. Têm ocorrido fatos em que o motoqueiro é o culpado e tenta fazer um acordo no local, diz que está bem e não quer socorro médico. Só que, depois, ele vai a um distrito policial, registra o BO e alega que o veículo fugiu do local sem prestar socorro, cobrando, na justiça, dias parados, conserto da moto, etc ... Na maioria dos casos, as testemunhas do motoqueiro são outros motoqueiros. Isto é um fato, pois está ocorrendo com muita freqüência. Portanto, não caia na conversa do motoqueiro, que diz não ter acontecido nada. Em um dos casos recentes a pessoa envolvida foi até a delegacia registrar BO e, eis que, quando chega à delegacia, lá estavam os tais amigos do motoqueiro tentando registrar BO de ausência de socorro.

ISTO É MUITO IMPORTANTE !!!

Aviso das Seguradoras

Todas as vezes que os senhores/as se envolverem em acidente de trânsito, cujo terceiro seja um motoqueiro, façam o BO (boletim de ocorrência), independentemente de serem culpados ou não. Têm ocorrido fatos em que o motoqueiro é o culpado e tenta fazer um acordo no local, diz que está bem e não quer socorro médico. Só que, depois, ele vai a um distrito policial, registra o BO e alega que o veículo fugiu do local sem prestar socorro, cobrando, na justiça, dias parados, conserto da moto, etc ... Na maioria dos casos, as testemunhas do motoqueiro são outros motoqueiros. Isto é um fato, pois está ocorrendo com muita freqüência. Portanto, não caia na conversa do motoqueiro, que diz não ter acontecido nada. Em um dos casos recentes a pessoa envolvida foi até a delegacia registrar BO e, eis que, quando chega à delegacia, lá estavam os tais amigos do motoqueiro tentando registrar BO de ausência de socorro.

Biblioteca Básica

http://directmails।abrildirect.com.br/2000/cgi-bin/r.html?c=UI244Q&t=E_00018853&d=9536114&e=15142223&s=20110324&l=N_00055119&f=0
Acesse o hotsite

terça-feira, 22 de março de 2011

O SABER FEMININO

" PENSAMENTOS"

“Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores”.
Cora Coralina, poetisa




“Há dois tipos de pessoas: as que fazem as coisas e as que ficam com os louros. Procure ficar no primeiro grupo: há menos competição lá”.
Indira Gandhi, estadista


 


“Aprendi com as primaveras a me deixar cortar e voltar inteira”.
Cecília Meireles, poetisa




“Amor é como mercúrio na mão. Deixe a mão aberta e ele permanecerá; agarre-o firme e ele escapará”.
Dorothy Parker, escritora




“Você não pode escolher como vai morrer ou quando. Você só pode decidir como viver para que não tenha sido em vão.”
Joan Baez, cantora





“Dai-me, Senhor, a perseverança das ondas do mar, que fazem de cada recuo um ponto de partida para um novo avanço”.
Gabriela Mistral, poetisa


“Não tenho tempo de desfraldar outra bandeira que não seja a da compreensão, do encontro e do entendimento entre as pessoas”.
Elis Regina, cantora




“Quando nada é certo, tudo é possível”.
Margareth Drabble, escritora




“Quem não sabe chorar de todo o coração também não sabe rir”.
Golda Meir, estadista




“Nada na vida deve ser temido, somente compreendido. Agora é hora de compreender mais para temer menos”.
Marie Curie, física



“Quando precisar que algo seja dito, chame um homem. Quando quiser que algo seja feito, chame uma mulher.”
Margareth Thatcher, estadista




“Vamos! Corra a fazer alguma obra de caridade!”
Santa Terezinha, quando notava
tristeza  nalgum semelhante




“Ri alegremente e o mundo rirá contigo; chora e chorarás sozinho. Esta velha e boa Terra precisa pedir emprestada qualquer alegria, porquanto já tem aborrecimentos de sobra.”
Ella Wilcox, poetisa




“Amor não tem nada a ver com o que esperas conseguir, apenas com o que esperas dar; quer dizer, tudo.”
Katharine Hepburn



“O fanático é um homem com os dois pés plantados firmemente nas nuvens.”
Eleanor Roosevelt



“Quando uma porta da felicidade se fecha, outra se abre. Muitas vezes ficamos tanto tempo olhando para a porta fechada que não vemos a que se abriu.”
Cega, surda e muda desde bebê, Helen tornou-se edu-cadora, escritora e advogada. Revelou uma incrível capa-cidade de superação e notável inteligência.




“O futuro não nos traz nem nos dá nada. Nós é que, para construí-lo, devemos dar-lhe tudo”.
Simone Weil, filósofa e ativista




“Não devemos permitir que alguém se afaste de nós sem sentir-se melhor e mais feliz.”
Madre Teresa de Calcutá


Formatação: Pe. Luiz Carlos
Contato através deste email:

quarta-feira, 16 de março de 2011

Dia Mundial da Água

A Gerência de Políticas de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania –GEDH, ligada a Secretaria Executiva de Educação-SEDE, em parceria com a Prefeitura do Recife, comunica que haverá a comemoração do Dia Mundial da Água

 PROGRAMAÇÃO INTEGRADA PARA O DIA MUNDIAL DA ÁGUA 2011

DATA: 22 DE MARÇO 2011
LOCAL: TERMINAL MARÍTIMO MARCO ZERO
PARTICIPANTES:
PROGRAMA DE SAÚDE AMBIENTAL – SECRETARIA DE SAÚDE
ASA - EMLURB
SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE
SANEAR
ESCOLA AMBIENTAL ÁGUAS DO CAPIBARIBE
LIGA PERNAMBUCANA DE REMO
ASSOCIAÇÃO AMIGOS DA LAGOA DO ARAÇÁ
ONG QUERO NADAR NO CAPIBARIBE
ONG CENTRO ESCOLA MANGUE

PROGRAMAÇÃO

09:00h Abertura oficial - Presença de autoridades com apresentação da banda da marinha
09:30 h Regata e apresentação de barcos à vela
                Saída do barco Escola Ambiental Águas do Capibaribe
10:00 h Apresentação de teatro de mamulengos - Distrito Sanitário V
10:30 h Apresentação de  teatro - SANEAR
11:00 h Apresentação do teatro da Dengue - Distrito Sanitário III
11:40 h Divulgação dos premiados no concurso de fotografia
12:00 h Encerramento
OBS: Entre estas atividades serão exibidos vídeos do cine SANEAR e PSA.
 Stands fixos
PSA – exposição e atividades com os seis Distritos Sanitários.
ASA EMLURB – oficina reaproveitar com arte e exposição de arte educação.
Liga Pernambucana de Remo – exposição de barcos e remo.
Amigos da Lagoa – exposição de fotografias sobre a Lagoa do Araçá.
Quero Nadar no Capibaribe – exposição de banners do dia do rio e vídeos.
Centro Escola Mangue 
A frevioca estará na área externa chamando a atenção do público transeunte.
Será necessária a presença do Corpo de Bombeiros Militar, SAMU e Guarda Municipal e a disponibilidade de grades de segurança (barreira).


Oficina Mediação de Conflitos na Perspectivas Local e Internacional à luz dos Direitos Humanos

O GAJOP-  Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares,  promove nos dias 23, 24, e 25 de março, a oficina  Mediação de Conflitos nas Perspectivas Local  e Internacional  à luz dos Direitos Humanos, voltada para  estudantes universitários. Ao todo serão 25 vagas, para alunos dos cursos de Direito, Psicologia, Serviço Social, Ciências Sociais,  ciências afins..
 A Oficina se propõe a fornecer bases para a aplicabilidade dos princípios da mediação de conflitos, priorizando seu viés interdisciplinar e, articulando, assim, os diferentes campos temáticos transversais por meio de uma abordagem teórico-prática.
Datas e horários:
23 de março, 14h00 às 17h, quarta-feira
24 de março, 14h00 às 17h, quinta-feira
25de março, 14h00 às 17h, sexta-feira
Coordenação: Msc. Valdênia Brito Monteiro e Msc. Luís Emmanuel Cunha
Carga horária: 15 horas- aula  (Será conferido Certificado de Participação).
Local: GAJOP – Gabinete de Assessoria às Organizações Populares
End.: Rua do Sossego, 432, Boa Vista – Recife
Telefone: 3092.5252
Contato: Mércia Assunção (secretária)
secretaria@gajop.org.br
Vagas: 25 (serão contemplados para o curso os primeiros inscritos)
Público- alvo - estudantes universitários
     Valor da Inscrição: R$ 50,00
Realização:

Apoio:  

Seminário Ároyé conta com parceria do Ministério de Educação

Arísia Barros

O Àroyè- Seminário Afro-Alagoano: ‘Gênero palavra variável” que acontece dia 21 de março, das 08 às 16 horas, em Alagoas nasce como ação parceira do movimento social negro/Projeto Raízes de Áfricas, com as três esferas do governo: federal, estadual e municipal e a imprescindível articulação com a classe empresarial e iniciativa privada.
“O Àroyè- Seminário Afro-Alagoano: ‘Gênero palavra variável” tem como meta estabelecer uma ampla discussão sobre os efeitos perversos do racismo institucional propulsor do apartheid e das desigualdades sociais. 
“A nova gestora da SECAD, Cláudia Dutra,como parceria federal do Àroyè fala um pouco sobre aspectos importantes do trabalho etnico : "A diversidade étnica é uma ação na qual somos aprendizes, entretanto, como a SECAD será para nós, uma grande escola acreditamos poder avançar no aprendizado, assegurando as condições necessárias para uma educação de qualidade para todos e todas”.
A meta do Seminário é a criação de documento referencial, como contributo para a implementação efetiva de políticas públicas comprometidas com o enfrentamento ao racismo institucional, sob a ótica da intersetorialidade de gênero e raça.
Nessa primeira etapa a centralidade da temática será “Acesso, Produção e Ascensão em Gênero e Etnia as Políticas de Estado”, com ênfase nas áreas de Educação, Comunicação e Segurança Pública”.
Segundo Cláudia Dutra:” Participar desse Seminário em Alagoas e tratar de um tema tão especial nos possibilita pensar a inclusão de todas as pessoas como um dos requisitos para o exercício da cidadania”.
Lei Federal nº 10.639/03. A Lei que ensina às escolas a matemática das diferenças é a palestra que será ministrada por Misiara Cristina de Oliveira, representante do Ministério de Educação/SECAD.
O Àroyè- Seminário Afro-Alagoano: Gênero palavra variável conta, ainda, com a parceria da Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, Federação das Indústrias do Estado de Alagoas ,Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, Prefeitura de Viçosa, Polícia Civil e Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió.

Serão emitidos certificados para os participantes do Àroyè- Seminário Afro-Alagoano: Gênero palavra variável e III Festival Alagoano das Palavras Pretas, com carga horária de 15 horas.
O Seminário é gratuito e as vagas são limitadas. Outras informações através do telefone (82) 8827-3656/ 8815-5794 ou pelo e-mail: raizesdeafricas@gmail.com
E para coroar o Dia Internacional da Poesia e o Dia Internacional de Luta Contra o Racismo teremos o III Festival Alagoano das Palavras Pretas: “Palavras com Gênero e Cor”, com a entrega do Troféu Homenagem Yalodê e mais música, poesia, deleite, prazeres, encontros, palavras soltas ao vento.
Serviço:
“ÁROYÉ”- Seminário Afro-alagoano: Gênero palavra variável.
Quando:Dia: 21 de março- Dia Internacional de Luta Contra o Racismo
Local: Auditório 4º andar da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas
Avenida Fernandes Lima, 385 Casa da Indústria- Farol/Maceió/AL

 Programação
ÁROYÉ”- Seminário Afro-alagoano: Gênero palavra variável.

Tema Central: “Acesso, Produção e Ascensão em Gênero e Etnia as Políticas de Estado em Educação, Comunicação e Segurança Pública
08h00- Recepção- cafezinho e uma conversa mais intimista
09h00 – Solenidade de Abertura/ Composição de mesa
09h30- Apresentação do documentário:
Mulheres: Diálogos sobre Segurança Pública.
Produção: Instituto Magna Mater
Patricia Irazabal Mourão.
Coordenadora Executiva do Instituto Magna Mater Simone Menezes- Diretora da Academia da Polícia Civil do Estado de Alagoas

10h30- Mesa Redonda:

+Lei Federal nº 10.639/03. A Lei que ensina às escolas a matemática das diferenças.
*Misiara Cristina Oliveira- Ministério de Educação/SECAD
11h00- “ÁROYÉ”- Debate Geral
12h00- Ajeum (almoço)
13h30- +O racismo não é brinquedo, não! Pondo em prática a Campanha do
UNICEF: Por uma Infância sem Racismo!
A questão de gênero e as interfaces com o feminismo negro na Comunicação.
Cláudio Soriano- Presidente do Conselho Estadual de Direitos da Criança e
Adolescente do Estado de Alagoas (CEDCA/AL)
*Juliana Nunes Cezar- Jornalista da Empresa Brasil de Comunicação (EBC),
integrante de coletivos negr@s. Faz parte do Fórum de Mulheres Negras e da
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (cojiradf.wordpress.com).
Distrito Federal/Brasília


Mediadora: Nelma Da Glória Nunes-ADE Estadual do SIPIA CT e Conselheira do CEDCA 14h30---“Abrindo Algemas”- Diálogos e enfrentamentos sobre a violência de gênero dentro das prisões femininas.
Sheila Dias Almeida-Associação Nacional de Mulheres Negras Aqualtune- Rio
de Janeiro

15h30- “ÁROYÉ”- Debate Geral
Mediadora:

16h00- Encerramento parcial

18h00- Momento Cultural
III Festival Alagoano das Palavras Pretas: “Palavras com Gênero e Cor”.
Entrega do Troféu Homenagem Yalodê
Música, poesia, deleite, prazeres, encontros, palavras soltas ao vento.

22h00- Encerramento



terça-feira, 15 de março de 2011

IMPORTANTE POR FAVOR PRESTE ATENÇÃO


Isto é muito importante e pode salvar a vida de uma pessoa ! 
Estava em casa e havia acabado de acordar as 05:30 hrs da manhã.
Eu podia garantir que estava bem, pois tinha me  alimentado corretamente no dia anterior e dormido bastante. 
Levantai normalmente as 06:00hrs, fiz alongamentos, imediatamente um pouco atordoado para tomar banho, para trabalhar e tentando desfrutar daquele belo dia 29-06-2010 – terça feira.
Logo, estranhamente estava tonto, não conseguia mais ter firmeza, equilíbrio físico e vocal, caí. Voltei a deitar e pedi que me furasse os dedos e me levassem com brevidade ao hospital. Havia sofrido um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ironicamente ao acordar.
Se eu não soubesse reconhecer um AVC -  meu próprio AVC, que ironia - talvez hoje estivesse morto ou paraplégico. 
Uma agulha pode salvar a vida de um paciente com principios de derrame..., garantido por um médico chinês e dito por uma professora chinesa.
Eu posso ser uma prova viva.

Guarde uma seringa ou uma agulha para fazer isto - é um método inconvencional para recuperar alguém de um derrame.

Quando um derrame estiver a ocorrer fique calmo.

Independentemente de onde a vitima estiver, não a mova do lugar. Quando o derrame acontece, as veias capilares no cérebro vão-se gradualmente rompendo. Se a pessoa for movida os capilares vão se romper. 
Se tiver na sua casa uma seringa, melhor. Se não tiver, pode usar uma agulha de costura ou um alfinete.
1. Esterilize, no fogo ou com álcool ou anti-séptico a agulha ou alfinete e depois dê uma furada em todos os dedos das mãos do paciente.

Não há pontos específicos nos dedos para a  acupuntura, mas pode picar 1 milímetro perto da unha.

2. Pique até o sangue começar sair.
Se o sangue não começar a sair, então aperte com os dedos.

3. Quando todos os dedos começarem a sangrar, espere alguns minutos e depois puxe as orelhas do paciente até ficarem vermelhas.

4. Pique cada um dos lóbulos das orelhas até começar a sair uma gota de sangue de cada lóbulo. Depois de alguns minutos a pessoa começará a recuperar os sentidos.
Espere até que recupere o estado normal e leve-o para o hospital.
Se for levado às pressas para o hospital, a viagem turbulenta vai fazer com que os vasos capilares no cérebro se rompam.

'Eu aprendi a tirar gotas de sangue para salvar vidas através de um médico de medicina tradicional chinesa. Ele chama-se Ha Bu Ting. Mais tarde tive experiência prática sobre o assunto e posso dizer que este método é 100% eficaz pois, aconteceu comigo.  Meu nome é Marcelo P Barbosa.
Lembre-se também dos "3" Passos. Leia e aprenda!
Actualmente os médicos estabeleceram uma regra para reconhecê-lo mediante três simples perguntas:

1. Peça que a pessoa SORRIA.
2. Peça que a pessoa LEVANTE AMBOS OS BRAÇOS.
3. Peça que a pessoa PRONUNCIE UMA FRASE SIMPLES (Coerente)
                  (por exemplo . . . Hoje está um dia ensolarado)
Se ele ou ela apresentar dificuldades numa destas três questões, chame imediatamente o SOCORRO e descreva os sintomas.
Reconhecer um AVC 
Um neurologista afirma que se o chamarem dentro das  primeiras 3 horas, os efeitos de um AVC podem ser revertidos totalmente. Afirma que é crucial diagnosticá-lo e prestar assistência ao paciente nas três horas subsequentes. 
Depois de descobrir que um grupo de voluntários que não são médicos podem identificar a debilidade facial, a debilidade motora dos braços e a debilidade na fala, os investigadores apelam ao público em geral para que aprenda estas três perguntas. Uma maior divulgação deste teste pode facilitar um rápido diagnóstico e tratamento do AVC e evitar danos cerebrais.
Um neurologista disse que se cada um de nós reenviar este e-mail a 10 pessoas, pelo menos uma vida, como a minha, pode ser salva. 
SEJA AMIGO
E COMPARTILHE ESTE ARTIGO
COM O MÁXIMO DE AMIGOS POSSÍVEL,
poderá salvar vidas.

Erro ou golpe da Funape contra o servidor?

Aposentei-me como professora aos 24 anos no magistério e de contribuição, pelo fator proporcionalidade e como regra voluntária por idade, portaria nº 2935, de 31.08.2010, D.O 01.09.2010. Ao receber o 1º salário de aposentada, percebi o erro da Funape. Fui até o órgão questionar, mas foi em vão e fui maltratada. Diante disso, fui buscar os meus direitos no TCE-PE, o setor competente pela decisão. Por acaso, tive acesso ao meu caso e consegui o relatório de Auditoria do TCE, processo nº 2010108417, de 9.11.2010, com a decisão monocrática, processo nº 1005798-5, julgada e assinada pelo conselheiro do TCE. Este documento foi enviado à Funape, que consta como resultado o fator proporcionalidade 24/25=96,00% e não 24/30 como fez a Funape. Isto me prejudicou, pois meu salário ficará estagnado pelo resto da vida. Tenho o direito à paridade com os ativos e além da diferença pecuniária. Será que não é um golpe que vem sendo dado contra os aposentados?

Edilene Maria Figueiredo de Carvalho – Recife

Diário de Pernambuco Recife, 15 de março de 2011, terça-feira

Magia negra, não. É racismo

O termo magia negra nada tem que ver com a matriz africana e a religião do Candomblé. Ele foi usado pelo branco europeu e acabou sendo reproduzido pela sociedade brasileira ancorada em ideias ainda eurocentristas racistas, pois tudo que é feio, mal, fedorento, tenebroso está inconscientemente associado à etnia negra, que, obviamente, pertence à ancestralidade africana, de pele negra. Logo, uma forma racista consciente ou inconsciente de se conceituar um ritual macabro no qual pessoas sem formação teológica de matriz africana e iniciadas também por outras igualmente ignorantes no assunto, reproduzem essa fala da magia negra e cometem crimes de homicídios, como foi o caso da professora. O Diario de Pernambuco está de parabéns por trocar o termo pela expressão ritual macabro na sua última reportagem sobre o caso da professora assassinada por pseudos pai e mãe de santo, diferentemente da imprensa sensacionalista que insiste em usar o termo magia negra nesse tipo de crime. Carlos Tomaz - Rede Afro LGBT, MNU-PE

Diário de Pernambuco Recife, 15 de março de 2011, terça-feira

TEMPESTADE

“E eis que sobreveio no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Entretanto, Jesus dormia. Mas os discípulos vieram acordá-lo, clamando:

- Senhor, salva-nos! Perecemos!

Perguntou-lhes, então, Jesus:

- Por que sois tímidos, homens de pequena fé?

E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança.”

(Mat. 8,24 -26)

Quando a tempestade chegar à tua vida...

Descansa no Senhor e lembra-te... que Deus quebra todas as barreiras... e que Jesus é a chave para a solução de todos os problemas.

Se Deus alimenta os pássaros...

O que não fará por ti... que és a “menina dos Seus olhos”?

A tua vida é preciosa para Deus!

Mesmo que andes pelo vale da sombra da morte... não temas, porque Ele está contigo...tocando em tua vida... consertando o vaso quebrado... iluminando os teus caminhos.

Alimenta-te da Palavra de Deus... e bebe da Sua fonte.

Faz a tua parte, porque...com Cristo no teu barco... tu nunca estarás só!

“E esta é a confiança que temos nele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.”

(I João 5,14)

Lei do Voluntariado

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 9.608, DE 18 DE FEVEREIRO DE 1998

Dispõe sobre o serviço voluntário e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Considera-se serviço voluntário, para fins desta Lei, a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive mutualidade. Parágrafo único. O serviço voluntário não gera vínculo empregatício, nem obrigação de natureza trabalhista previdenciária ou afim.

Art. 2º O serviço voluntário será exercido mediante a celebração de termo de adesão entre a entidade, pública ou privada, e o prestador do serviço voluntário, dele devendo constar o objeto e as condições de seu exercício.

Art. 3º O prestador do serviço voluntário poderá ser ressarcido pelas despesas que comprovadamente realizar no desempenho das atividades voluntárias. Parágrafo único. As despesas a serem ressarcidas deverão estar expressamente autorizadas pela entidade a que for prestado o serviço voluntário.

Art. 3o- (Revogado pela Lei nº 11.692, de 2008)

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 5º Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, 18 de fevereiro de 1998; 177º da Independência e 110º da República.

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

Albert Einstein (pensamentos)

Albert Einstein (pensamentos)

Albert Einstein (pensamentos)

Albert Einstein (pensamentos)

Albert Einstein (pensamentos)

sexta-feira, 11 de março de 2011

À todas maravilhosas que conheço!!! Feliz Dia das Mulheres!

A você Mulher!!! Quero nesta data homenagear todas as mulheres, Trabalhadora que a submissão não aceita. Mulher que sonha, tem ideais e projetos pra sociedade. Marco da luta travada pelas mulheres de consciência. Aquela mulher que perdeu o filho, Estendo minhas condolências. A você mulher branca ou ruiva, Índia, negra e mulata. Mulher nova, madura ou idosa, Alta, baixa, gorda e a magra. Mulher solteira, amasiada ou casada, Órfã, viúva, independente e a separada. Mulher brasileira, latina ou de outro continente. Determinada, ousada, torturada e a alienada. Mulher aguerrida, inquilina ou faxineira, Cigana, agricultora, gari e a enfermeira. Mulher policial, operária ou lavadeira, Secretária, desempregada, frentista e caminhoneira. Mulher educadora, vendedora ou freira, Cantora, aprendiz, comunicadora e padeira. Mulher balconista, esportista ou costureira, Motorista, pedestre e passageira. Mulher liberta, dominada ou dependente, Perfeita, mutilada e a deficiente. Mulher que adota filhos, babá ou amamenta, Fértil, grávida, a estéril e a enteada. Mulher, mulher, mãe, filha ou avó, Doente, alcoólatra, presa e a drogada. Mulher anônima, calada, pacífica ou indignada, Excluída, que luta, questiona e a acomodada. Mulher que defende a vida e até doa a vida pela causa, Que batalha em tribunas, ruas, praças, em juízo ou armada. Mulher que passa fome, na miséria e a explorada, Sem terra, comprometida, violentada e a favelada. Mulher trabalhadora informal, empregada ou aposentada, Sábia, a estudante, analfabeta, intelectual e a desorientada. Mulher que sofre, camponesa, urbana ou discriminada, Que ama, que odeia, ignorante, desequilibrada e a assassinada. Mulher sem crenças, a religiosa, prostituta e a apaixonada. Que ri, expõe seus sentimentos e chora emocionada. Mulher cautelosa, espontânea, imediatista ou amedrontada. Que ganha a vida, que vive e da vida procriada. A mulher que acredita no possível, de uma nova alvorada, És sempre mulher, no dia da mulher e em toda a jornada. Parabéns, parabéns, parabéns a toda a mulherada... de Clairton Buffon Campos Novos - SC Recebido em 11-03-2011

quinta-feira, 3 de março de 2011

terça-feira, 1 de março de 2011

ELE É DIFERENTE

DESCANSA

DESCANSA

DESCANSA

DESCANSA